25 de dez de 2010

Filhoses (da Da. Pontinha!)

Existem tradições de família que nunca deveriam ser esquecidas, apagadas ou perdidas no tempo. Este doce é uma tradição na minha família, minha querida avó materna, que já está no céu, a Vó Irene, sempre fazia, nos natais, na Páscoa, e em algumas outras ocasiões. Ela fazia um bacião cheinho, a gente comia e ainda levava pra casa.
O Natal lá era muito gostoso quando a gente era criança. é uma pena que o tempo passou, todo mundo cresceu, e agora é muito difícil nos reunirmos, mas... comer este doce no natal me traz estas boas lembranças.
Eu poderia ter muitas razões pra não gostar do natal, a maior delas é que meu filho faleceu há dois anos, praticamente um mês antes do Natal, e ele adorava o natal, ele amava o amigo secreto, a árvore com os presentes, e cantarolava uma canção que dizia assim: "lindo natal, ansiosos esperamos, a emoção vai contagiar, eu quero ver um mundo de alegria, e que reine a paz.... meus primos vão chegar, quanto os quero ver, a casa é pequena mas sempre há lugar... lindo Natal!" Foi uma canção que ele aprendeu na cantata de natal da Escola onde estudava, e nunca mais esqueceu, por tudo isto, eu poderia detestar este dia, me fechar, não querer partilhar deste dia, pois me traz um turbilhão de memórias, sentimentos, saudades e tudo isto dói!
Mas... sempre há um mas... Como não se alegrar pelo Natal? Não este natal comercial, de presentes e comilanças, de bebedices e maluquices. Mas, o verdadeiro sentido do Natal: JESUS!
Deus NOS ENVIOU UM SALVADOR, não sabemos o dia certo, mas que bom ter um dia no ano para comemorar a chegada do nosso salvador. Por este motivo, eu continuo me esforçando, subjugando minha alma e sentimentos e sigo crendo na beleza que há nesta data chamada Natal.
Tradições familiares são uma delícia, e essa ai da foto é deliciosa demais, quentinho é melhor ainda.
E o nome: FILHOSES, é de Portugal, pois este doce é português, e o sobrenome do doce: da Da. Pontinha, é uma homenagem a minha mãe, que nasceu no bairro chamado "pontinha" em Lisboa, e neste ano de 2010, depois de 50 anos vivendo no Brasil, tive o privilégio de ir com a minha mãe conhecer o lugar onde ela nasceu, e lá conheci histórias de minha família e também compreendi porque algumas tradições existem até hoje. Essa receita é um pouquinho diferente da que minha avó fazia, mas tão deliciosa quanto. A da minha avó ia muito ovo (uma dúzia por kg de farinha) e muito azeite kkkk, bem portuguesa não é?!!!
Que bom que estas tradições existem, e no que depender de mim, vou perpetuá-las!
Feliz Natal, Feliz Jesus, e ainda que você se sinta triste ou sozinho neste dia, lembre-se: Jesus está com você, Ele nasceu no seu coração. E ele pode nascer agora mesmo no seu coração, basta você convidá-lo. Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e com ele cearei, e ele, comigo. Apocalipse 3:20
Agora vamos às Filhoses

Receita:
(esta receita rende em torno de 30 unidades, vc pode fazer meia receita e ter um rendimento de 15 unidades)
  • 03 tabletes de fermento biológico fresco
  • 01 colher (sopa) de açúcar
  • 05 ovos grandes batidos com um garfo (ou um foie)
  • 1/2 copo (americano) de óleo de milho (ou azeite)
  • 01 copo (americano) de água filtrada e morna
  • 1 colher (chá) de sal
  • 1 kg. e farinha de trigo de boa qualidade (aproximadamente)
  • Açúcar cristal e canela para polvilhar

Modo de Preparo:
Numa bacia grande com tampa, desfaça os tabletes de fermento, e acrescente o açúcar até dissolver e ficar liquido a mistura, em seguida acrescente os ovos batidos, o óleo, o sal e a água morna, misture bem, e á adicionando a farinha de trigo. Agora é hora de colocar luvas nas mãos, e depois... mão na massa, vá sovando a massa, até formar uma massa lisa e que não grude nas mãos, provavelmente vc. vai utilizar o quilo todo da farinha. Deixe descansar e crescer na própria tigela bem tampado (com a própria tampa) sem tirar o ar, a massa vai levedar e crescer, geralmente ela estoura a tampa.
Depois faça bolinhas de tamanhos (mais ou menos do tamanho de um ovo) iguais, e coloque numa superfície enfarinhada.
Pegue uma panela pequena, mas de bordas altas, e coloque óleo de milho, deixe aquecer bem, vá abrindo as bolinhas na palma de sua mão, até a massa ficar fina e redonda (como uma panquequinha), é bem fácil, abra na palma de sua mão, com o auxilio dos dedos. E vá fritando uma a uma, sempre que colocar a massa, faça pressão com uma espumadeira, assim ela cozinha bem por dentro, quando um lado dourar, vire do outro para que ambos fiquem douradinhos, deixe em fogo baixo, frite uma a uma, e deixe-as escorrer em papel toalha, ao final, salpique uma mistura de açúcar cristal com canela e polvilhe por cima das filhoses, e sirva-se!
você pode comer quentinhas ou frias, ou amanhecidas, mas comaaaaaa... é uma delicia portuguesa com certeza!
Meu maridão já se serviu!!!

5 de nov de 2010

Cheesecake de Blueberry light

Apesar do nome "difícil" esta sobremesa é fácil e rápida para fazer! Os ingredientes são um pouquinho mais difíceis de encontrar, mas em bons supermercados você encontra tudo o que vai precisar para fazer. Não desista, o sabor vale a pena qualquer esforço!
Falando em nomes difíceis, alguma vez você parou para meditar sobre os nomes difíceis que existem na Bíblia, pode até ser que você queira escolher um deles para quando tiver um filho, mas se for difícil, o duro vai ser a criança explicar depois o significado e a origem do nome dela para os amiguinhos de escola rsrsrsr. Mas, em meio aos nomes complicados encontramos um que não é tão difícil, e um personagem que foi notório (biblicamente falando) seu nome era Jabez! O problema de seu nome não era ser difícil de se falar, era o significado dele: "com dores dei a luz", puxa! sua mãe deve ter sofrido um bocado para tê-lo (1Cr.4:9), com um nome assim ele estava fadado a ser um perdedor, mas Jabez fez diferença, Ele orou e confiou em Deus, numa oração simples e poderosa seu destino foi mudado! (1Cr.4:10), se você pensa que está fadado ao fracasso, seja ousado, e faça como Jabez, ore confiadamente ao Senhor, Ele escutará a tua oração, e com certeza Ele fará diferença em sua vida!
Porque Jabez invocou o Deus de Israel, dizendo: Se me abençoares muitíssimo, e meus termos ampliares, e a tua mão for comigo, e fizeres que do mal não seja afligido! E Deus lhe concedeu o que lhe tinha pedido. 1Crônicas 4:1
Vamos ao cheesecake!

Ingredientes:
1 pacote de biscoito (tipo maizena)
3 colheres (sopa) de margarina light
1 pote de nata (se preferir substitua por uma ricota light, e 1 copo de leite desnatado)
1 pote de blueberry congelado (ou se vc. encontrar pode ser o fresco)
1 xíc. (chá) de adoçante de uso culinário
1 lata de leite condensado light
1 gelatina de frutas vermelhas, ou amora light
100 ml. de água fervente
chantilly pronto para decorar

Modo de Preparo:
triture os biscoitos no liquidificador, passe para uma tigela e misture bem a farofa de biscoito com a margarina light (em temperatura ambiente), forre uma forma redonda que solte o fundo (própria para tortas), e leve ao forno pré-aquecido por cerca de 5 minutos. Retire do forno e deixe esfriar.
Leve ao fogo numa panela o adoçante com a frutinha blueberry, deixe cozinhar por cerca de 5 minutos, ou até que fiquem macias, mas não cozinhe muito pois elas não podem se desfazer. Coe as frutinhas e reserve, e leve ao fogo a caldinha até que ela diminua um pouco e engrosse um pouquinho. Reserve para a decoração.
Dissolva a gelatina na água fervente e deixe esfriar, despeje no liquidificador e junte a nata e o leite condensado light, bata bem até ficar cremoso. Despeje este creme numa tigela e delicadamente incorpore as frutinhas (blueberrys), despeje sobre a massa de biscoitos e leve á geladeira para gelar e firmar (aproximadamente 3 horas ou mais). Antes de servir, retire o aro da forma de fundo removível, e decore com a calda de blueberrys e com chantilly comprado pronto como na foto, na hora de servir, corte fatias triangulares e faça na lateral mais larga uma bela pitanga com chantilly.
É deliciosa e tem um pouco menos de calorias, se vc. fizer com a ricota, vai precisar primeiro bater a ricota no liquidificador com o leite desnatado até virar um creme, e depois juntar o leite condensado e a gelatina. Também fica deliciosa e um pouco menos calórica.
Bon Apetit!

23 de out de 2010

Paella (a minha moda!)

Olá pessoal! depois de um tempo sem ter tempo para blogar e também para cozinhar, volto com uma receita de um prato que eu adoro, PAELLA!!!
Sempre pensei que era um prato difícil de fazer, mas... depois de tentar pela primeira vez, não parei mais, já fiz várias, e sempre dá certo, inclusive quando decido mudar um pouco os ingredientes.
As vezes o que aprece ser difícil... não é! Porisso devemos sempre tentar, e nunca desistir, ainda que na primeira tentativa não dê certo.
Deus também é assim, Ele é indesistível! E nós precisamos ser indesistiveis como Ele. Você já parou para pensar que Ele nunca desistiu de você? Que bom não é verdade!!!? ainda que parecesse dificil te conquistar, Ele nunca desistiu. Ele nunca desiste! Jesus não desistiu de nós, e foi assim, até a morte na cruz, para que hoje nós tenhamos a vida eterna através dEle. Aleluia.
E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz. Filipenses 2:8





Vamos á receita:
Ingredientes (p/6 á 8 pessoas)
  • 1 cebola grande cortada em "Juliana"
  • 3 dentes de alho grande amassados
  • 2 tomates em cubos sem pele e sem sementes
  • 1/2 pimentão verde e 1/2 pimentão vermelhos cortados em fatias finas
  • 1 sache de tempero para paella com açafrão
  • água fervente
  • mix de pimentas do reino (branca, preta e rosa) moídas na hora á gosto e sal á gosto
  • 01 pacote de ervilhas frescas congeladas
  • 1 peito de frango sem pele em cubos
  • 1 kg. de camarões médios sem pele e sem sementes
  • 300 grs. de lulas em rodelas
  • 1 pacote de frutos do mar para paella (vende congelado nos mercados)
  • 08 camarões grandes (ou a mesma quantidade de lagostins)
  • se gostar: alguns mexilhões para decorar
  • Arroz (tipo bomba), 2 medidas.
Modo de Preparo:
Coloque uma caneca grande com água filtrada para ferver, e numa paellera (frigideira grande e de fundo reto. com laterais altas), coloque azeite no centro, e refogue a cebola e o alho, após, coloque-os na lateral, e vá refogando, os pimentões, tomates, sempre colocando-os nas bordas a paellera, após comece a refogar as carnes, vá colocando azeite, assim que terminar de refogar cada item, comece refogando o frango, depois as lulas, depois os camarões, e por último o pacote de frutos do mar para paella. Acrescente o sache de tempero para paella com açafrão, sal e pimenta do reino á gosto, e misture muito bem todos os ingredientes, despeje por cima as ervilhas e o arroz, com o fogo médio, vá acrescentando a água fervente e deixe cozinhar até que o arroz fique macio. Apague o fogo e coloque os camarões e mexilhões cozidos no vapor previamente por cima para decorar, envolva a paellera em papel alumínio e deixe descansar por 10 minutos, retire o papel alumínio e sirva em seguida. (se gostar salpique salsinha e cebolinha bem picadinha por cima antes de servir, da um sabor fresco a sua preparação!)

Variações: Se você não gostar de frutos do mar, substitua por uma mistura de frango, linguiça e camarão, ou apenas frango, se você gostar além dos pedaços de peito de frango, pode colocar coxinhas da asa do frango também. Ou crie a sua própria paella! E não se esqueça de me enviar a foto e a receita para que eu possa também testar a degustar a sua criação! Bon Apetit.

17 de ago de 2010

Risoto de Alho Poró


Amo risotos! E este aqui é um dos meus preferidos, pois combina com tudo. E você pode usá-lo como base, e ainda incrementá-lo com alguns ingredientes especiais (veja as dicas logo abaixo da receita). Servi este risoto junto com o "carneiro com cebolas carameladas", mas você pode servi-lo com apenas uma saladinha de entrada, ou com um file mignon grelhado, ou sozinho, pois ele vale por uma refeição, e é facinho de fazer!
Hoje, foi um dia "dolorido" para mim rsrsrs... estive com muita dor de cabeça, e fui parar no pronto-socorro, a melhor parte do dia foi voltar pra casa, e comer uma sopinha que a minha mãe havia feito (estava congelada no freezer), a sopa tinha gosto de "amor e aconchego", é tudo o que precisamos depois de uma tarde num pronto socorro :)
E além da sopinha, tinha várias mensagens no meu FB e no Twitter de pessoas queridas que estavam orando por minha recuperação! Como é bom sentir este carinho, cuidado e amor dos irmãos! Ao meu ver, preparar uma comida com carinho para os seus "queridos" é uma grande demonstração de amor e cuidado. E com certeza o risoto ai da foto é uma ótima opção!
E olha só que versículo lindo na palavra de Deus, fala sobre o alimento, e sobre a cura de Deus, e de como Ele nos abençoa!
E servireis ao SENHOR vosso Deus, e ele abençoará o vosso pão e a vossa água; e eu tirarei do meio de vós as enfermidades. Êxodo 23:25

Ingredientes (para 6 pessoas)
  1. 2 medidas de arroz arbóreo (ou outro tipo de arroz próprio para risotos)
  2. 02 colheres de (sopa) manteiga (ou margarina se preferir)
  3. 02 colheres de (sopa) de azeite extra virgem
  4. 1 cebola média bem picadinha
  5. 6 dentes de alho espremidos
  6. 2 talos de alho poró limpos e fatiados (fatias fininhas)
  7. 1 caixinha de creme de leite, ou 1 potinho de queijo cotagge (é uma opção mais light! e é a que tenho usado no momento)
  8. 100 grs. de queijo parmesão ralado, ou a mesma quantidade de queijo pecorino (este é mais caro, mas tem um sabor bem acentuado e dá um toque especial ao risoto)
  9. 1 taça de vinho branco seco, caso não goste, não precisa usar!
  10. uma chaleira com água filtrada e quente e sal á gosto
Modo de Preparo:
Aqueça uma panela, e acrescene nela o azeite, e a manteiga, deixe derreter e em seguida refogue a cebola, o alho e o alho poró, espere murchar um pouco e em seguida acrescente o arroz arbóreo, deixe fritar um pouco, jogue o vinho branco e espere evaporar um pouco mexendo sempre, em seguida vá acrescentando a água aquecida até cobrir o arroz, e deixe ir cozinhando, salgue á gosto, e vá acrescentando água até que os grãos fiquem cozidos e macios, não deixe a água secar! A textura do risoto é sempre "cremosa e empapada", depois de cozido, acrescente o queijo ralado, mexa bem, e em seguida o creme de leite (ou o queijo cotage), mexa bem até que fique bem incorporado ao risoto e sirva em seguida!

Dicas:
  • Risoto é um prato que deve ser feito e consumido na hora, porque depois de feito, ao passar um tempo, ele pode perder a textura cremosa, e então o seu prato ficará comprometido. Deixe sempre pra fazer por ultimo e bem pertinho a hora de servir.
  • Você pode "incrementar" este risoto, acrescentando na hora do cozimento alguns camarões, ou um pouco de bacalhau dessalgado e desfiado (cuidado com o sal!)
  • Outra variação bem gostosa é acrescentar depois de pronto, duas xícaras de rúcula bem picadinha, e 100 grs. de tomate seco (picado).
  • Use sua imaginação, e agregue ingredientes que você gosta, e crie seu próprio risoto! E por favor, compartilhe comigo a sua nova receita, ficarei muito feliz!

9 de jul de 2010

Salada de arroz 7 grãos com filé de Saint Peter grelhado

Meu maridão está em tempos de "reeducação alimentar", então preciso ajudá-lo com comidinhas gostosas, mas leves e saudáveis, e a combinação ficou perfeita! Em outros tempos ele "jamais" iria gostar deste tipo de salada, mas agora - que ele colocou os preconceitos para correr - ele: a-d-o-r-o-u!!!! E eu fiquei muito feliz! Bom, se você também for preconceituoso com comidinhas integrais, prove esta delicia, e deixe os seus preconceitos no lixo. Aliás, nos tempos em que vivemos, a única coisa que deve ir pro lixo bem rapidinho é o preconceito! Temos que nos abrir para as coisas novas. Deus tem sempre algo novo pra nós! Conheço pessoas que sofrem diariamente pelo simples fato de terem preconceitos com o evangelho, estas pessoas não entram em uma Igreja por puro preconceito, acham que todo ministro do evangelho é "ladrão" por puro preconceito, e pensam que Igreja é lugar de gente burra, mal vestida, fedida, paupérrima, sem cultura... e tudo isto é puro preconceito. Enquanto estas pessoas se enchem de preconceitos, os que eles chamam de: ladrões, burros, fedidos e pobres, na verdade são pessoas abençoadas, felizes, que vivem em paz, curados, restaurados, ricos da presença e da bondade de Deus, lavados pelo sangue de Jesus, e purificados por seu sacrifício na cruz! Desarme-se hoje!!! Jogue o preconceito no lixo e medite no que a Bíblia diz em João 3:16 á 21: Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele. Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus. E a condenação é esta: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más. Porque todo aquele que faz o mal odeia a luz, e não vem para a luz, para que as suas obras não sejam reprovadas. Mas quem pratica a verdade vem para a luz, a fim de que as suas obras sejam manifestas, porque são feitas em Deus.
E agora vamos a receita! sem preconceitos ok? :)

Salada 7 grãos:
  1. 1 xícara (chá) de arroz integral "7 grãos" cozido em água com sal e escorrido, e frio
  2. 1 pacote de 150 grs. de mussarela de bufala cortado em fatias
  3. 02 tomates picados (sem pele e sem sementes)
  4. 1/2 xícara (chá) de azeitonas verdes sem caroço
  5. 1/2 xícara (chá) de uvas passas (deixar de molho em água morna para amaciarem)
  6. 01 maço de mini rúcula (lavado e picado grosseiramente com as mãos)
  7. 1/2 xícara (chá) de nozes picadas (você pode substituir as nozes por pistache, fica igualmente delicioso)
  8. cebola, salsinha picadinha, sal e azeite á gosto, e suco de 1 laranja espremida - para temperar.
  9. 04 filés de Saint peter temperados com limão, alho espremido e sal
Preparo:
Numa tigela misture o arroz integral de 7 grãos (já cozido, escorrido e frio), com a mussarela, os tomates, azeitonas, uvas passas, nozes, a rúcula, e os temperos, misture bem incorporando todos os ingredientes, reserve.
Numa frigideira própria para grelhar, unte-a com um pouco de azeite, e vá grelhando os filés de Saint peter em fogo baixo em ambos os lados até ficarem bem douradinhos.
Sirva um filé, com uma porção generosa da salada.
Rende 4 porções bem servidas!

Arroz doce com toque cítrico

Alguns prazeres são tão simples e baratos que muitas vezes acabamos por nos "esquecer" deles. Fazia muito tempo que eu não fazia um arroz doce, mas nestes dias "juninos" me deu uma vontade louca de comer um bem quentinho e cheirando a canela! E o melhor de tudo é que foi super simples de fazer, e mais simples ainda de devora-lo. Bom, pensando nisto... comecei a me lembrar da simplicidade que é o evangelho, e de como os Cristãos fazem questão de complicá-lo. Tenho visto muitos cristãos agirem de acordo com "o que melhor convém" no momento. Outros andando por "aparência", iludindo-se com o que "parece ser bom", mas... como já dizem por ai há muito tempo: As aparências enganam! Nem sempre o belo, o de marca, o que parece ser rico, é o bom. Há muitas riquezas nos simples e humildes de coração, pois eles são como o Mestre - Jesus! Um dia fui numa "doceria", um lugarzinho que eu amoooo ir, sempre que vou lá como o mesmo doce, camafeu de nozes! Hummm, mas neste dia eu escolhi um diferente, o doce era "muito bonito", mas quando comi o gosto era horrível, seco, gorduroso, enfim... Me enganei por sua bela aparência! E acabei pedindo um camafeu de nozes, pois não podia sair de lá sem devorar um bem delicioso!
A mensagem que quero deixar pra você hoje juntamente com esta receitinha, é que você não deve desprezar as coisas simples da vida, e nem tampouco a simplicidade do evangelho, viva cada dia com o desejo de cumprir o chamado de Deus para tua vida, ainda que seja um pequeno gesto como dizer: Deus te abençoe! para a caixa do supermercado, pode ser que este gesto tão singelo, mas mui poderoso mude a vida dela!
Bom, o arroz doce da foto estava muito bom (modéstia bem a parte!), e matei a minha vontade de comer esta delicia simplinha de tudo! :)
Vamos á receita:

Ingredientes (para 10 porções):
  • 1 1/2 medida de arroz
  • 1 lt. de água
  • cravo e canela em pau á gosto
  • 1 vidro de leite de coco light
  • 1 lata de leite condensado (pode ser o light também)
  • 1 caixinha de creme de leite (se preferir pode substituir pelo de soja)
  • raspas da casca de 1 laranja
  • canela em pó a gosto
Modo de Preparo:
Numa panela, coloque o arroz, a água, o cravo e a canela, e deixe cozinhar bem em fogo baixo até o arroz ficar bem macio (á água vai quase secar). Em seguida, acrescente o leite de coco e o leite condensado, as raspas da laranja e deixe apurar um pouco, acrescente o creme de leite, incorpore bem e apague o fogo. Transfira para um bonito refratário, e salpique canela em pó á gosto. E bon apetit!

Obs.: Apesar de não levar açúcar o doce fica por conta do leite condensado, ele fica bem caudulento, mas depois de esfriar um pouco ele engrossa, porisso não deixe engrossar muito o caldo. Pode ser servido quente ou frio, eu gosto quentinho, mas meu maridão adora comer bem geladinho!

12 de jun de 2010

Caldinho de Feijão Branco

Hummmm.... Neste frio que tá fazendo hoje, um caldinho "com sustância" vai muito bem não é verdade? E este com feijão branco é delicioso, me lembra a sopa de feijão branco que a minha avó Irene fazia, eu adorava a sopa dela. Na verdade, a única coisa que a sopa dela e este caldinho tem em comum é o feijão banco, mas todas as vezes que eu uso este ingrediente vem a minha memória a sopa da minha vózinha querida. Ela já está no céu, e por causa de lembranças assim que vejo que a única coisa que podemos verdadeiramente "deixar" quando partimos desta vida são os atos de amor que ficam na memória daqueles que amamos. Hoje por sinal, é dia dos namorados, e eu fiz deste dia um dia especial pra minha família, para aqueles que eu amo muito, ficamos o dia todo em casa juntinhos, mas... aproveitamos cada momento, e pude demonstrar o meu amor, fazendo uma comidinha gostosa, colocando flores na casa (rosas vermelhas lindas!!!), sobremesa calórica e D-E-L-I-C-I-O-S-A hehehehe, lareira acesa e filminho, brinquei de massinha com a filhota, enfim.... AMEI !!! Tudo passa nesta vida, a única coisa que permanece é o AMOR!
A bíblia diz: O amor não faz mal ao próximo. De sorte que o cumprimento da lei é o amor (Rom.13:10), e o texto bíblico mais lindo (na minha humilde opinião) sobre o amor: 1Cor. 13, veja abaixo:
1 Coríntios 13:1 ¶ Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine.
2 E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria.
3 E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.
4 ¶ O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece.
5 Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal;
6 Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade;
7 Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
8 ¶ O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá;
9 Porque, em parte, conhecemos, e em parte profetizamos;
10 Mas, quando vier o que é perfeito, então o que o é em parte será aniquilado.
11 Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino.
12 Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido.
13 Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor.


Agora... vamos a receitinha!

Ingredientes (para 6 pessoas):
01 pacote (500 grs.) de feijão branco cozido em água com o caldo
500 grs. de linguiça calabresa defumada cortada em fatias fininhas
01 cebola picadinha em cubinhos
01 cabeça de alho triturado
azeite á gosto
06 "ninhos" de macarrão cabelo de anjo
Sal com louro (tipo arisco) á gosto
Folhas de louro á gosto
cebolinha e salsinha á gosto

Modo de Preparo:
Triture o feijão depois de cozido na própria panela de pressão com o "mixer", deixe em fogo bem baixinho, numa panela a parte, refogue no azeite o alho e a cebola, e junte o tempero refogado à panela de feijão, acrescente as folhas de louro e mantenha em fogo baixinho mexendo sempre. Na mesma panela onde fez o refogado de cebola e alho, coloque as fatias fininhas de linguiça calabresa, e refogue bem, despeje na panela do feijão, triture nas mãos cada "ninho" de macarrão cabelo de anjo na panela de pressão, salgue á gosto, e vá mexendo sempre até o macarrão cozinhar (no máximo 3 minutos), apague o fogo, despeje a salsinha e a cebolinha picadinha á gosto, e sirva em seguida. Acompanhe com uma boa torradinha de alho, e "Bon Apetit".

1 de jun de 2010

Bolo caramelado de peras e maçãs

Gosto de Fazer bolos com frutas, são deliciosos, saudáveis, e ainda nos ajudam a aproveitar aquelas frutas que estão na fruteira há algum tempo e ninguém mais quer come-las! E o melhor de tudo, é que quando as frutas vão pro bolo, todo mundo come e adora! Sem desperdícios. Este bolo é uma adaptação de uma receita que peguei no site petitchef, mas ficou muito boa! Fiz uma caldinha de mel que quentinha servida com o bolo fica irresistível (pra quem gosta de mel é claro, que é o meu caso). E por falar em "mel", na semana passada assisti a um programa na TV, que mostrava uma região do mundo, onde havia um grande penhasco, onde as abelhas produziam o mel entre as fendas da rocha, e eles estavam mostrando como este mel era colhido, e também estavam falando sobre a pureza, sabor inigualável deste mel, e que ele apenas era colhido em épocas determinadas, pois estas abelhas migravam após um tempo para retornarem futuramente e novamente fazerem suas colmeias entre as fendas das rochas. O processo para a colheita do mel e do favo era bem complicado e perigoso, mas "a colheita" era muito valiosa, e preciosa em seu sabor. Por isso estes homens se arriscavam tanto e corriam diversos tipos de perigo para ter este mel.
O Espírito Santo começou a falar comigo sobre isto. O mel é comparado a palavra de Deus, e muitas vezes, Deus quer nos dar um tipo de Mel raro, mas saborosíssimo, mas... ao olharmos pras dificuldades em alcançá-lo, nos damos por vencidos e acabamos por comprar uma garrafada de qualquer mel em um supermercado qualquer também, ou seja... Não queremos buscar a "revelação" da palavra de Deus, e acabamos por ir atrás do que é fácil, alguém que ore por nós, alguém que faça por nós, um disk profeta, um disk rádio, um disk pedido de oração...e por ai vai. Mas, Deus está separando e chamando aqueles que querem fartar-se deste mel especial, deste mel puro, que está escondido na fenda da rocha, nos lugares altos, onde apenas poucos e determinados servos de Deus podem chegar. Seja um destes desbravadores da palavra, vá aos lugares altos com Deus!

Vamos á receitinha agora:
Ingredientes do Bolo:
1 xícara (chá) de óleo (utilizei azeite)
1 xícara (chá) de açúcar p/ caramelar a forma
1/2 xícara (chá) de açúcar mascavo
2 colheres (chá) de extrato de baunilha
3 ovos grandes
2 xícaras (chá) de farinha de trigo
1 colher (sopa) rasa de fermento em pó químico
1 colher (chá) de canela em pó
1 colher (chá) de nóz moscada ralada (ralei na hora)
1 colher (café) de sal
3 xícaras (chá) de maçãs "descascadas" e cortadas em cubinhos (não descasquei, tem muita vitamina na casca)
1 xícara de chá de nozes picadas
2 pêras grandes descascadas e fatiadas (como usei a pêra portuguesa, dobrei a quantidade, pois elas são pequenas)

Calda de Mel:
03 colheres (sopa) de manteiga sem sal
06 colheres (sopa) de açúcar mascavo
2 colheres (sopa) de creme de leite fresco
1/2 xícara (chá) de mel

Modo de preparo:
Numa forma retangular, leve ao fogo uma xícara de açúcar até formar um caramelo bem dourado (cuidado para não queimar), apague o fogo, e espalhe bem o caramelo por todo o fundo da forma, deixe esfriar. Em seguida passa margarina para untar toda a forma, inclusive sobre o caramelo, e coloque farinha de trigo, fazendo com que toda a margarina fique coberta por ela (jogue o excesso fora). Reserve e pré-aqueça o forno á 180 graus.
Distribua as fatias de pêra sobre a forma já caramelada e untado com margarina e farinha de trigo (forrando o fundo), reserve.
Numa tigela peneire a farinha, o fermento, a canela, a noz moscada, e o sal, reserve.
No liquidificador bata o óleo (no meu caso azeite), açúcar mascavo, a baunilha e os ovos.
Adicione aos poucos com um foie a mistura do liquidificador aos ingredientes secos, misture tudo muito bem com vigor para a maça ficar bem aerada e fofa (se preferir use a batedeira), após sem bater junte as maçãs e as nozes, misture, e despeje a massa sobre a forma reservada com as pêras.
Leve para assar por aproximadamente 30 minutos, ou faça o teste do palito.
Deixe amornar um pouco o bolo, mas não esfriar, e vá cotando aos pedaços e retirando com uma espátula, coloque num prato de servir.

Calda:
Leve os ingredientes numa panela ao fogo baixo e mexa sempre sem deixar ferver. Coloque numa molheira e sirva com as fatias do bolo. A calda pode ser servida fria ou quente. Se quiser deixar mais irresistível ainda, sirva com uma bola de sorvete de creme, ou com um pouco de chantily. E é claro... esqueça as calorias!

Bon Apetit!

25 de mai de 2010

Caldinho de Bacalhau

Nada melhor que em dias frios (como os que tem feito nestes dias) como tomar um caldinho bem quentinho! Estes caldos me dão a sensação de aconchego, carinho, amor... Tem coisa melhor que desfrutar destes momentos em família ou rodeadas de amigos? Para mim, estas são as verdadeiras riquezas da vida!!!
Esta receita além de ser bem fácil de fazer, é econômica, pois ela é feita das partes do bacalhau que geralmente desprezamos. É verdade!!! Ela foi feita a partir da pele do bacalhau, do dorso de espinhas, barbatanas.... Você pode dizer um "Ecaaaa!!!" bem grande ao ler isto tudo, mas não seja preconceituoso(a), estamos em tempos de "não desperdiçar absolutamente nada", e o sabor e o resultado, valem a pena contra qualquer tipo de preconceitos!
Na nossa vida espiritual também acabamos por "desperdiçar" muitas coisas que a principio parecem "ruins", mas que ao final produzem um resultado bom e maravilhoso em nossas vidas. Na verdade, nunca queremos "provar, degustar" as "provações e dificuldades" ao longo de nossa caminhada com Deus mas, elas servem para nos nutrir espiritualmente, nos fortalecer, e fazer de nós verdadeiros cristãos, não apenas medíocres e convencidos, mas verdadeiros em nossa fé e convicções bíblicas.
"Sê fiel até a morte e dar-te-ei a coroa da vida"
Bem-aventurado o homem que suporta a tentação; porque, quando for provado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor tem prometido aos que o amam. Tiago 1:12

Vamos á receitinha do caldinho...
Ingredientes (P/ 4 pessoas):
  • partes de sobras de bacalhau (pele, espinha dorsal, barbatanas, etc...), bem lavados e desalgados.
  • 01 litro de água filtrada e fria
  • 1/2 litro de água filtrada e fervente
  • 01 cebola grande bem picadinha
  • 03 dentes de alho (grandes) amassadinhos
  • azeite á gosto, 01 colher (chá) de manteiga
  • pimenta do reino, e sal á gosto
Preparo:
Em uma panela coloque as partes de bacalhau para ferverem com um litro de água, deixe cozinhar bem até reduzir o líquido pela metade. Coe o caldo do cozimento do bacalhau e reserve.
Das partes do bacalhau que foi cozido, retire o que for "carne" do bacalhau e desfie com as mãos, reserve.
Numa panela, aqueça o azeite e refogue o alho e a cebola, junte o bacalhau desfiado e refogue um pouco, junte o caldo do cozimento, e deixe apurar, aos poucos vá acrescentando o restante da água já fervente, prove o sal e se necessário salgue á gosto, moa u pouco de pimenta do reino e desligue o fogo. Já está pronto o caldinho de bacalhau! Sirva com mini ezinhos bem quentinhos, e uma deliciosa manteiguinha... hummmm

Esta receita permite muitas variações, se quiser um caldo mais encorpado faça a seguinte variação:

Caldinho de bacalhau com batatas:
Descasque 02 batatas grandes e corte-as em cubinhos, quando acrescentar o caldo do bacalhau reservado, junte também as batatas e proceda com o cozimento até que as batatas estejam macias, não deixe cozinhar muito senão elas desmancham.

Outra variação ótima, e um pouco "sofistique", caso você queira impressionar seus convidados, é servir o caldinho em porções individuais com uma camada por cima de pão e queijo, fica delicioso!!! Segue a receita da variação abaixo:

Caldinho de bacalhau gratinado:
04 fatias (de 02 cm. de espessura) de pão italiano
150 grs. de queijo mussarela ralado misturado com 50 grs. de queijo parmesão ralado (divididos em 04 porções iguais)
Após o preparo do caldinho (como explicado na receita), divida-o em 4 partes iguais em tigelinhas para sopa, ou em panelinhas (tipo le creuset) individuais. Coloque uma fatia de pão sobre cada uma e despeje a mistura de queijos sobre o pão. Leve ao forno para gratinar o queijo e sirva em seguida.

19 de mai de 2010

Pavê de ameixa com doce de leite

Gente! Isto aqui é tudo de bom...
Tive como base a receita de Edú Guedes (to podendo hein!), mas... fiz umas adaptações(zinhas) de acordo com "meu gosto", mas postarei a receita de Edú Guedes na íntegra, e ao lado vou colocar as minhas alterações, assim cada um opta por fazer de acordo com seu gosto.
Tenho muita curiosidade pra saber porque este tipo de doce chama-se "pavê", na verdade deveríamos chamar de "pacumê".... hehehe, alguém resiste apenas a "ver" uma coisa deliciosa como esta??? Eu com certeza não! Agora é engraçado, que com a Palavra de Deus, muitas vezes nos limitamos apenas no "pavê", e não entramos no "pacumê"... não sei se estão me entendendo, mas hoje em dia tem uma infinidade de bíblias, de todos os tipos, leras, tamanhos, capas, desenhos, e etc... E o pior de tudo é que com tantas novidades acabamos por comprar várias delas... que ficam lindamente expostas em nossas estantes. Mas, com a bíblia não podemos nos limitar em olhar pra ela e dizer "que linda"! Temos que "comer" a palavra de Deus diariamente, temos que ter fome dela, nos enchermos dela, e o melhor de tudo, é que a Palavra de Deus é o alimento mais saudável, mais rico em nutrientes, e o mais simples pra nossa vida, alma, espírito, e pra sermos espiritualmente saudáveis! Se você ainda não comeu sua porção de hoje, corra!!! Pegue a sua e delicie-se! E agora... te ensino a delicia ai da foto, com certeza dá um pouquinho mais de trabalho do que ler a bíblia :), mas é muito gostosa também, e rende bem!

Ingredientes:

  1. 3 xícaras de (chá) de doce de leite (utilizei um pote de doce de leite da marca aviação)

  2. 1 xícara de (chá) creme de leite sem soro (equivale a uma lata mesmo)

  3. 2 1/2 xícaras de (chá) ameixa em calda (sem caroço)

  4. 1 xícara (chá) de calda de ameixa (se você comprar em lata, utilize a calda que sobra na lata)

  5. 1 xícara de (chá) de suco de limão (utilizei apenas 1/2 xícara)

  6. 1/2 xícara (chá) de água (p/ humedecer os biscoitos)

  7. 1/2 xícara (chá) de calda de ameixa (p/humedecer os biscoitos)

  8. 4 colheres de (sopa) suco de limão (p/ humedecer os biscoitos)

  9. 2 pacotes de biscoito tipo champagne (eu prefiro fazer pavês com biscoito tipo maizena, utilizei-os pra fazer a receita e gostei muito do resultado final!)

  10. 1 caixinha de creme de leite fresco (bate chantilly) para a cobertura (este item foi por minha conta, mas ficou maravilhoso! hehehe)

  11. 200 grs. amendoim torrado e triturado (este item também não faz parte da receita original, foi por minha conta que acrescentei e deu um toque especial de crocância a sobremesa!)

  12. ameixas em calda á gosto para decorar
Modo de Preparo:
Numa tigela, misture o doce de leite com o creme de leite até ficar bem homogéneo, (itens 1 e 2) reserve.
Bata a ameixa no liquidificador com a calda de ameixa e o suco de limão, (itens 3,4, e 5) reserve.
Misture á água, a calda de ameixa e o suco de limão (itens 6,7 e 8) formando a caldinha que você irá utilizar para humedecer os biscoitos. reserve.
Bata (conforme as instruções da embalagem) o creme bate chantilly - sem açúcar! Pois o prato é bem docinho já!, deixe na geladeira reservado

Montagem do pavê:
Numa travessa (eu utilizei uma retangular como você vê na foto, mas se preferir pode ser oval), coloque uma camada do creme de doce de leite, cubra com os biscoitos humedecendo os antes na calda, coloque por cima uma camada do creme de ameixas, e salpique os amendoins por cima, repita a sequência, e após finalizar, cuba todo o pavê com o chantilly fresco, decore com as ameixas reservadas, e um pouco de amendoim, e eu ainda coloquei um pouco de cobertura de caramelo comprada pronta p/ sorvetes na decoração.

Infelizmente esqueci de tirar fotos do pavê já cortado, provavelmente foi que eu perdi a concentração com tantos sabores deliciosos explodindo na minha boca ao provar esta gostosura! Ficou tão bom, que no dia do aniversário do meu Pai eu repeti a receita e levei pra casa dele pra comer de novo hehehehe!

11 de mai de 2010

Quiche de Queijo e Calabresinhas


Atendendo a pedidos dos meus amigos do orkut que viram a foto, mas queriam a receitinha, estou postando hoje. Na verdade parece uma "Quichique", mas é simplesmente muito fácil de fazer, além de ser uma receita "barata", com um bom rendimento, e o melhor de tudo...DELICIOSA!!!
No dia que fiz esta quiche, recebí amigos queridos aqui em casa, e eu amo caprichar pros meus amigos, não apenas pra estes especificamente, mas com certeza para aqueles que eu amo e tem um lugar muito especial na minha vida. Meditando nisto, pude perceber como sou rodeada de verdadeiros amigos, pessoas que me amam, e que eu também amo muito, algumas estão muito perto, outras estão longe dos olhos, mas com certeza são amadas na mesma intensidade. E percebi que, de alguma maneira, todas elas foram colocadas em minha vida por causa do amor de Deus, da graça contida no evangelho, e das conexões divinas que Deus nos prepara ao longo dos nossos dias. Eu não preciso de um milhão de amigos, (como diz em uma certa canção por ai), os que tenho valem muito mais que um milhão deles, não sei se são muitos ou se são poucos, o que me importa não é a quantidade que tenho, mas a qualidade do amor que sentimos uns pelos outros. E realmente, tenho convicção de que este amor veio e permanece porque é da parte de Deus! "Em todo o tempo ama o amigo e para a hora da angústia nasce o irmão. Provérbios 17:17"
Agora vamos á receita:
Ingredientes da massa:
  • 2 xícaras (chá) de farinha de trigo
  • 06 colheres de sopa de manteiga gelada em pedaços (utilizei um tablete de margarina de uso culinário)
  • 01 gema de ovo
  • 1/3 colher (chá) de sal (não coloquei sal, já tinha sal na margarina)
  • 4 colheres (sopa) de água fria


Recheio:
  • 01 copo de iogurte natural (200 grs.) - utilisei o desnatado, mas na receita pedia integral
  • 01 lata de creme de leite (300 grs.) - foi com soro e tudo!
  • 04 ovos (e ainda juntei a clara do ovo da massa que apenas pedia a gema, sem desperdícios!!!)
  • 03 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado (ai ai ai... coloquei o pacote todo de 50 grs.)
  • 01 pacote de calabresa fininha (cortada em rodelinhas bem fininhas)
  • 200 grs. de queijo mussarela cortado em cubinhos (utilizei queijo meia cura que minha mãe havia trazido de Minas)
  • 1/2 colher (chá) de sal (não coloquei, já tem sal na calabresa!)
  • orégano á gosto
  • 1/2 xícara (chá) de azeitonas fatiadas (sem caroço), utilizei as verdes.
Modo de Preparo:
Numa tigela misture a farinha com o sal, e vá adicionando a manteiga aos poucos, misturando com a ponta dos dedos (sem mexer muito), até formar uma farofa. Adicione a gema, e a água e misture rapidamente até ober uma massa lisa, forre o fundo e as laterais de uma forma de aro removivel. (se preferir abra a massa com o rolo, mas eu fui achatando com a mão mesmo, e cobrindo o fundo da forma e as laterais). Reserve.
Para o recheio, bata no liquidificador o iogurte, o creme de leite, os ovos (e a clara que sobrou da massa), sal, queijo parmesão. Ponha a mistura do liquidificador numa tigela e adicione o queijo picadinho, as calabresinhas, as azeitonas e o oregano. Misture bem. Despeje a mistura do recheio (fica bem líquido) na forma com a massa. Salpique mais um pouco e oregano por cima! Leve ao forno médio (180oC) e deixe assar até que a quiche esteja bem coradinha e o recheio esteja firme.
Depois basta retirar o aro da forma e servir a quiche quente ou fria! Pois dos dois jeitos ela é deliciosa.
Coloco mais algumas fotinhas abaixo dos amigos que saborearam conosco do prato. Bon Apetit!
Ananiel, Chris e Bia
A mesa posta! (servi a quiche com uma saladinha verde, e de entrada um caldinho de bacalhau, para acompanhá-lo pãozinho integral quentinho com manteiguinha... depois postarei as receitas dos acompanhamentos!)
E olha esta foto ai abaixo gente... não é minha não! Foi a minha amiga Pra. Débora Mota que com a minha receitinha fez a quiche abaixo e me enviou a foto! Parabéns Dé querida, ficou lindo d+, e eu estou mega orgulhosa :) Obrigada! beijinhos.

E essa foto aqui embaixo foi da quiche que a minha querida amiga e irmã, Pra. Débora Parisi fez pra família dela! Parabéns amiga, tá linda, e deve ter ficado deliciosa!


29 de abr de 2010

Parabéns!!!!!!!

     Desculpem a invasão, mas acho que uma pessoa tão especial como a Pra. Andrea precisava de uma homenagem no dia do aniversário, não é verdade??

     Pastora querida, que neste dia tão especial você possa receber de Deus cada mínimo desejo do seu coração!! Te desejo muito amor, amizades verdadeiras, saúde, alegrias, bençãos de Deus, unção cada dia maior!! Que haja prosperidade em cada área da sua vida!! Que Deus continue te usando tremendamente como Ele já faz e que a cada dia que passa, você consiga transmitir mais e mais o amor dEle para todos!!

Te amo demais!!!!!

28 de abr de 2010

Torta do "Meu Aniversário"

Amanhã é meu aniversário, e me deu vontade de criar algo diferente para levar para o escritório e comer com as pessoas que convivo diariamente e que tenho muito amor.
Tinha em casa umas bananas que já estavam bem maduras, pensei em fazer um bolo de banana, mas decidi "criar" a receita desta torta, e como receita pode ter o nome que quisermos dar, então "batizei-a" de torta Meu Aniversário.
Na verdade, ela é uma torta de doce de banana com um creme de chocolate com doce de leite, e chantilly por cima, ah... já ia me esquecendo a massa é feita de biscoitos. Bom... é aniversário! vale a pena exagerar nas calorias. Afinal, é uma data única, nunca mais vou completar esta mesma idade rsrsrsrs... que pena!
Algumas pessoas ficam deprimidas no aniversário, outras extremamente contentes, outras ficam esperando grandes presentes, e outras não gostam de comemorar, fingem que nada está acontecendo neste dia, e há ainda aquelas que todos os anos comemoram 40 anos, preferem não contar mais a idade a partir desta... Mas, eu o que sinto neste ano é uma grande gratidão á Deus, por tudo que Ele tem feito em minha vida e através dela também. Sei que a vida é um presente de Deus, e simplesmente tenho que fazê-la valer a pena para Deus, tenho que cumprir o propósito de Deus para a minha vida na terra (quando Ele me criou, planejou e desejou este propósito), e isto me faz ser mais grata ainda!
Então, Feliz Aniversário para euzinha, e assim que comerem a torta colocarei mais fotos para que vocês possam ver como ficou por dentro! Segue a receita:

Ingredientes:
02 pacotes de biscoito tipo maizena (usei uma nova que tem sabor de nata)
100 grs. de margarina de uso culinário
400 grs. de bananas cortadas em rodelas
01 limão caipira espremido
01 xícara (chá) de açúcar
200 grs. de chocolate (ao leite, ou se preferir meio amargo)
1/2 xícara de chá de doce de leite (comprado pronto)
01 colher (café) de essência (use a da sua preferencia)
50 ml. de leite desnatado (morno)
01 caixinha de creme "bate chantilly"

Modo de Preparo:
Doce de bananas - Leve ao fogo uma panela com o açúcar e deixe caramelar, em seguida despeje o suco do limão, e em seguida as bananas picadas, deixe ferver e vá mexendo sempre com fogo baixo, não deixe cozinhar demais para que a banana não se desfaça, as rodelinhas de banana tem que aparecer no doce, depois de uns 15 minutos já deve estar pronto. Reserve e deixe esfriar.
Massa - No liquidificador triture os dois pacotes de biscoito até virar uma farofa, despeje a farofa de biscoitos numa tigela e misture bem com as mãos a margarina, forre uma forma redonda de fundo removível com a farofa de biscoitos forrando o fundo e as laterais (aperte bem com as mãos), em seguida leve ao forno médio por 10 minutos, retire do forno e deixe esfriar. Despeje o doce de banana sobe a massa e reserve. Numa tigela de vidro refratário, coloque o chocolate picado e leve ao microondas para derreter, coloque de 30 em 30 segundos e vá mexendo para que o chocolate não queime. Após derretido junte o doce de leite, a essencia e o leite morno e mexa vigorosamente até que todos os ingredientes sejam incorporados. Despeje o creme de chocolate por cima do doce de banana e deixe esfriar. Bata o conteúdo da caixinha de creme "bate chantilly" conforme as instruções da embalagem, e depois coloque sobre a torta já fria, leve a geladeira e deixe gelar. Quando for servir, retire cuidadosamente a parte removível da forma e sirva a torta. and enjoy it!

Obs.: Como eu ia transportar a torta, resolvi fazer num refratário para não correr nenhum risco! Mas, com certeza a aparência fica muito melhor quando se usa a forma de aro removível.

27 de abr de 2010

Bolo de Abóbora e Cenoura


Hummm... só de olhar as fotos tenho água na boca de lembrar o sabor deste bolo! É realmente maravilhoso.
Esta receita é do site ptitchef, de onde recebo diariamente por email um cardápio com 3 sugestões de pratos. Dei uma "modificadinha", mas nada que altere a receita original. Te encorajo a fazê-lo, pois realmente é uma experiência maravilhosa desfrutar a riqueza de sabores deste bolo.
Falando em riqueza de sabores, você já parou pra pensar em quantas coisas maravilhosas e saudáveis Deus criou pra nós? Temos a tendencia hoje em dia de optar por comidas rápidas, e que a maioria das vezes são carregadas de conservantes e nada saudáveis. Mas, mesmo com a correria do nosso dia a dia é possível buscarmos opções mais saudáveis em alimentação e estilo de vida. A bíblia é uma fonte inesgotável de alimento saudável para nossa mente, alma e espírito. Ela tem saúde para nosso casamento, família, filhos, amigos, relacionamentos, enfim... nela você encontra o remédio de Deus para qualquer circunstância! Porisso medite nela diariamente. E alimente teu espírito com este alimento super saudável.

Ingredientes do bolo:
  • 350 ml de óleo (utilizei azeite porque não posso imaginar esta quantidade de óleo entrando no meu corpo, o sabor ficou bem acentuado, da próxima vez utilizarei metade de azeite e a outra metade de óleo para ver como fica)
  • 700 grs. de abóbora (sem casca) cozida em água com uma pitada de sal (escorra!) e triturada no mixer
  • 02 cenouras raladas
  • 04 ovos
  • 300 grs. de açúcar (se preferir utilize açúcar mascavo, ou meio a meio)
  • 100 grs. de nózes picadas
  • 100 grs. de passas (hidrate-as com 1/2 xícara de água morna para ficarem bem macias)
  • 01 colher de (café) canela em pó, (coloquei também a mesma medida de cravo em pó)
  • 350 grs. de farinha de trigo (se preferir uma opção mais saudável, utilize 150 grs. de farinha de trigo integral e 200 grs. de farinha branca)
  • 02 colheres de (sobremesa) de fermento em pó
  • farinha de trigo e margarina sem sal para untar a forma
Modo de Preparo:
Pré-aqueça o forno em 180 graus, numa tigela misture os ovos com o açúcar e o óleo (azeite), eu preferi bater estes ingredientes na batedeira. depois manualmente vá misturando o puré de abóboras, as cenouras raladas, a farinha, as nozes, as passas, a canela em pó, e vá envolvendo bem os ingredientes, e por fim adicione o fermento em pó e misture bem. Em uma forma untada e enfarinhada, despeje a massa e deixe assar por aproximadamente 60 minutos. Retire do forno e deixe amornar e desenforme.

Minha variação da receita! Cobertura:
O bolo por si so já é maravilhoso, mas... eu quis aproveitar uns ovos de páscoa que tinham sobrado em casa, então fiz a cobertura de chocolate que você vê na foto. Numa panela leve ao fogo baixo uma caixinha de creme de leite (200 grs.), quando estiver bem aquecido (não deixe ferver!), despeje 1/2 de um ovo de páscoa picado (ou 200 grs de chocolate ao leite), apague o fogo e mexe vigorosamente para o chocolate derreter, jogue por cima do bolo e delicie-se!

Este bolo fica bem molhadinho e macio! Você pode usar uma forma redonda para desenformá-lo depois, mas... eu fiz numa retangular mesmo, despejei a cobertura e depois de frio cortei aos pedaços p/ servir. Não durou nem 24 horas :)

25 de abr de 2010

Perna de carneiro com mini cebolas carameladas


Mais uma receitinha com carneiro... eu já disse que não sou fã desta carne, mas meu marido ama, então faço para agradá-lo, e é claro que sempre tem "uns penetras" pra ajudá-lo a comer. Apesar de não apreciar a carne, é o prato que eu procuro caprichar mais, e procuro sempre tentar inovar, com alguns temperinhos diferentes, porque fico muito feliz quando vejo a carinha de prazer de meu esposo ao desfrutar desta carne!
E também ele me dá uns bons elogios, e fica tão bonzinho que vale muito a pena todo o trabalho hehehe.
As vezes fazemos coisas que não gostamos de fazer. Mas na verdade, se fizermos até o que não gostamos com esmero e boa vontade, o resultado será surpreendente. As vezes Deus nos pede coisas que a princípio não nos parecem ser "boas", nem tampouco "prazerosas", mas se formos obedientes, e fizermos com dedicação e empenho, com certeza o resultado será algo prazeroso, pra nós e pra Deus. Faça tudo o que Ele te pede, com amor, pois você colherá e receberá o galardão do teu trabalho.
Então vamos a receita!

Ingredientes: (para 02 á 04 pessoas, dependendo de quem come!!!)
um pernil de carneiro de aproximadamente 02 kilos (ou um pouco mais)
01 kilo de mini cebolas (descascadas)
1/2 xícara de chá de açúcar
vinagre, pimenta do reino e sal á gosto

Marinada:
01 garrafa de vinho tinto (seco de preferencia)
01 cabeça de alho
01 cebola grande
02 ramos grandes de manjericão roxo (usei o da minha hortinha caseira)
01 maço de hortelã (também usei as da minha horta)
01 xícara (de chá) de salsinha com cebolinha
02 talos de salsão
01 pimentão vermelho (sem sementes)
05 pimentas dedo de moça (não tirei as sementes pois eram pequeninas, e também da minha horta!!! hehe)
1/2 xícara de azeite
sal á gosto

Modo de preparo:
Numa assaderia coloque o pernil de carneiro já limpo, faça perfurações em toda a carne para que penetre bem o tempero da marinada. Num mixer ou liquidificador bata os temperos, com o azeite (menos o vinho). Derrame meia garrafa do vinho sobre a carne, regando bem dos dois lados, depois besunte bem a carne com o tempero batido (em ambos os lados), e emseguida regue com o restante do vinho. Deixe a carne marinar pelo menos 12 horas (vá virando a carne para que ambos os lados fiquem bem regadinhos com o tempero). Leve ao forno para assar em forno médio pré-aquecido na mesma assadeira coberta com papel alumínio, vá regando a carne de vez em quando com o molho da marinada, se começar a secar muito vá adicionando um pouco de água morna até que a carne cozinhe e fique macia, depois tire o papel alumínio e deixe dourar, sempre regando com o caldo da marinada.
Numa frigideira grande, coloque o açúcar para caramelar, quando estiver bem douradinho junte as mini cebolas e regue com vinagre, tempere com sal e pimenta do reino, e cubra com uma tampa e deixe cozinhar em fogo baixo até que as cebolas fiquem macias. Se perceber que começa a secar o caldo, vá acrescentando água morna aos poucos, não deixe secar o líquido. Quando as cebolas estiverem macias, retire a tampa e ai sim deixe secar um pouco do liquido e quando começar a engrossar como um caramelo, desligue e envolva bem as cebolas neste caramelo. Coloque a carne assada numa travessa e em volta coloque as cebolas carameladas, eu utilizei as folhas do salsão para decorar. E o resultado você pode conferir nas fotos abaixo:

24 de abr de 2010

Salada Colorida

A saladinha bem colorida da foto, foi servida junto com a entradinha de figo e queijo brie que eu postei anteriormente, porisso coloquei uma foto abaixo que mostra os dois pratos juntos. E como a minha querida Juliana me pediu uma receita com legumes para o jejum que ela está fazendo, então segue uma boa sugestão. Nestes dias mais quentes, nada melhor que algo levinho e saudável para começar uma bela refeição. Eu gosto de comida colorida, preciso comer com os olhos primeiro!
Você já percebeu como Deus também ama as cores? Tudo o que Ele fez é tão colorido, e de tons tão vibrantes. Estive no começo do ano em Cozumel, e a água do mar lá é de um azul indescritível, só vendo pra entender. Muitas vezes nossa vida precisa de uma pintura de Deus. As vezes estamos vivendo em preto e branco, e com nuances de cinza, são cores lindas, mas... Deus quer nos tirar da monotonia espiritual, e quer fazer-nos viver numa intensidade de tons, dando um colorido especial em nosso cotidiano, trazendo-nos alegria e paz, ainda que vivamos em tempos de turbulência, sempre podemos ter paz quando estamos com nosso coração firmado em Deus. Receba esta paz em tua vida!
Segue a receita da saladinha, bem colorida e saudável, é claro!

Ingredientes: (p/ 4 porções)
folhas de alface americana e alface mimosa (utilizei as alfaces da hortinha que cultivo aqui em casa!)
01 cenoura média ralada
01 beterraba pequena ralada
10 unidades de tomatinho cereja
15 unidades de mussarela de bufala
1/2 manga cortada em pedaços

Montagem:
disponha as folhas dos alfaces (já lavadas e higienizadas) no fundo de uma travessa redonda (escolha uma bem bonita), no centro coloque toda a beterraba (formando um pequeno montinho), em volta faça montinhos de cenoura, e entre cada montinho coloque um tomatinho cereja, em volta da beterraba coloque os pedacinhos de manga intercalando com a mussarela de bufala, e por cima da beterraba vermelha, disponha as mussarelas de bufala em formato de flôr, e ao centro enfeite com um tomatinho cereja.

Sugestão de tempero:
Faça um molhinho com aceto balsâmico, azeite e sal á gosto, coloque numa molheira e sirva com a salada. Mas você pode também dispor os temperos na mesa e cada um pode temperar á gosto em seu próprio prato. Eu particularmente "amo" um molho feito a base de mel e mostarda, e que cai muito bem com os ingredientes da saladinha acima. Delicie-se!