12 de jun de 2010

Caldinho de Feijão Branco

Hummmm.... Neste frio que tá fazendo hoje, um caldinho "com sustância" vai muito bem não é verdade? E este com feijão branco é delicioso, me lembra a sopa de feijão branco que a minha avó Irene fazia, eu adorava a sopa dela. Na verdade, a única coisa que a sopa dela e este caldinho tem em comum é o feijão banco, mas todas as vezes que eu uso este ingrediente vem a minha memória a sopa da minha vózinha querida. Ela já está no céu, e por causa de lembranças assim que vejo que a única coisa que podemos verdadeiramente "deixar" quando partimos desta vida são os atos de amor que ficam na memória daqueles que amamos. Hoje por sinal, é dia dos namorados, e eu fiz deste dia um dia especial pra minha família, para aqueles que eu amo muito, ficamos o dia todo em casa juntinhos, mas... aproveitamos cada momento, e pude demonstrar o meu amor, fazendo uma comidinha gostosa, colocando flores na casa (rosas vermelhas lindas!!!), sobremesa calórica e D-E-L-I-C-I-O-S-A hehehehe, lareira acesa e filminho, brinquei de massinha com a filhota, enfim.... AMEI !!! Tudo passa nesta vida, a única coisa que permanece é o AMOR!
A bíblia diz: O amor não faz mal ao próximo. De sorte que o cumprimento da lei é o amor (Rom.13:10), e o texto bíblico mais lindo (na minha humilde opinião) sobre o amor: 1Cor. 13, veja abaixo:
1 Coríntios 13:1 ¶ Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine.
2 E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria.
3 E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.
4 ¶ O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece.
5 Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal;
6 Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade;
7 Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
8 ¶ O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá;
9 Porque, em parte, conhecemos, e em parte profetizamos;
10 Mas, quando vier o que é perfeito, então o que o é em parte será aniquilado.
11 Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino.
12 Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido.
13 Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor.


Agora... vamos a receitinha!

Ingredientes (para 6 pessoas):
01 pacote (500 grs.) de feijão branco cozido em água com o caldo
500 grs. de linguiça calabresa defumada cortada em fatias fininhas
01 cebola picadinha em cubinhos
01 cabeça de alho triturado
azeite á gosto
06 "ninhos" de macarrão cabelo de anjo
Sal com louro (tipo arisco) á gosto
Folhas de louro á gosto
cebolinha e salsinha á gosto

Modo de Preparo:
Triture o feijão depois de cozido na própria panela de pressão com o "mixer", deixe em fogo bem baixinho, numa panela a parte, refogue no azeite o alho e a cebola, e junte o tempero refogado à panela de feijão, acrescente as folhas de louro e mantenha em fogo baixinho mexendo sempre. Na mesma panela onde fez o refogado de cebola e alho, coloque as fatias fininhas de linguiça calabresa, e refogue bem, despeje na panela do feijão, triture nas mãos cada "ninho" de macarrão cabelo de anjo na panela de pressão, salgue á gosto, e vá mexendo sempre até o macarrão cozinhar (no máximo 3 minutos), apague o fogo, despeje a salsinha e a cebolinha picadinha á gosto, e sirva em seguida. Acompanhe com uma boa torradinha de alho, e "Bon Apetit".

1 de jun de 2010

Bolo caramelado de peras e maçãs

Gosto de Fazer bolos com frutas, são deliciosos, saudáveis, e ainda nos ajudam a aproveitar aquelas frutas que estão na fruteira há algum tempo e ninguém mais quer come-las! E o melhor de tudo, é que quando as frutas vão pro bolo, todo mundo come e adora! Sem desperdícios. Este bolo é uma adaptação de uma receita que peguei no site petitchef, mas ficou muito boa! Fiz uma caldinha de mel que quentinha servida com o bolo fica irresistível (pra quem gosta de mel é claro, que é o meu caso). E por falar em "mel", na semana passada assisti a um programa na TV, que mostrava uma região do mundo, onde havia um grande penhasco, onde as abelhas produziam o mel entre as fendas da rocha, e eles estavam mostrando como este mel era colhido, e também estavam falando sobre a pureza, sabor inigualável deste mel, e que ele apenas era colhido em épocas determinadas, pois estas abelhas migravam após um tempo para retornarem futuramente e novamente fazerem suas colmeias entre as fendas das rochas. O processo para a colheita do mel e do favo era bem complicado e perigoso, mas "a colheita" era muito valiosa, e preciosa em seu sabor. Por isso estes homens se arriscavam tanto e corriam diversos tipos de perigo para ter este mel.
O Espírito Santo começou a falar comigo sobre isto. O mel é comparado a palavra de Deus, e muitas vezes, Deus quer nos dar um tipo de Mel raro, mas saborosíssimo, mas... ao olharmos pras dificuldades em alcançá-lo, nos damos por vencidos e acabamos por comprar uma garrafada de qualquer mel em um supermercado qualquer também, ou seja... Não queremos buscar a "revelação" da palavra de Deus, e acabamos por ir atrás do que é fácil, alguém que ore por nós, alguém que faça por nós, um disk profeta, um disk rádio, um disk pedido de oração...e por ai vai. Mas, Deus está separando e chamando aqueles que querem fartar-se deste mel especial, deste mel puro, que está escondido na fenda da rocha, nos lugares altos, onde apenas poucos e determinados servos de Deus podem chegar. Seja um destes desbravadores da palavra, vá aos lugares altos com Deus!

Vamos á receitinha agora:
Ingredientes do Bolo:
1 xícara (chá) de óleo (utilizei azeite)
1 xícara (chá) de açúcar p/ caramelar a forma
1/2 xícara (chá) de açúcar mascavo
2 colheres (chá) de extrato de baunilha
3 ovos grandes
2 xícaras (chá) de farinha de trigo
1 colher (sopa) rasa de fermento em pó químico
1 colher (chá) de canela em pó
1 colher (chá) de nóz moscada ralada (ralei na hora)
1 colher (café) de sal
3 xícaras (chá) de maçãs "descascadas" e cortadas em cubinhos (não descasquei, tem muita vitamina na casca)
1 xícara de chá de nozes picadas
2 pêras grandes descascadas e fatiadas (como usei a pêra portuguesa, dobrei a quantidade, pois elas são pequenas)

Calda de Mel:
03 colheres (sopa) de manteiga sem sal
06 colheres (sopa) de açúcar mascavo
2 colheres (sopa) de creme de leite fresco
1/2 xícara (chá) de mel

Modo de preparo:
Numa forma retangular, leve ao fogo uma xícara de açúcar até formar um caramelo bem dourado (cuidado para não queimar), apague o fogo, e espalhe bem o caramelo por todo o fundo da forma, deixe esfriar. Em seguida passa margarina para untar toda a forma, inclusive sobre o caramelo, e coloque farinha de trigo, fazendo com que toda a margarina fique coberta por ela (jogue o excesso fora). Reserve e pré-aqueça o forno á 180 graus.
Distribua as fatias de pêra sobre a forma já caramelada e untado com margarina e farinha de trigo (forrando o fundo), reserve.
Numa tigela peneire a farinha, o fermento, a canela, a noz moscada, e o sal, reserve.
No liquidificador bata o óleo (no meu caso azeite), açúcar mascavo, a baunilha e os ovos.
Adicione aos poucos com um foie a mistura do liquidificador aos ingredientes secos, misture tudo muito bem com vigor para a maça ficar bem aerada e fofa (se preferir use a batedeira), após sem bater junte as maçãs e as nozes, misture, e despeje a massa sobre a forma reservada com as pêras.
Leve para assar por aproximadamente 30 minutos, ou faça o teste do palito.
Deixe amornar um pouco o bolo, mas não esfriar, e vá cotando aos pedaços e retirando com uma espátula, coloque num prato de servir.

Calda:
Leve os ingredientes numa panela ao fogo baixo e mexa sempre sem deixar ferver. Coloque numa molheira e sirva com as fatias do bolo. A calda pode ser servida fria ou quente. Se quiser deixar mais irresistível ainda, sirva com uma bola de sorvete de creme, ou com um pouco de chantily. E é claro... esqueça as calorias!

Bon Apetit!